A Sem Título Impressão abriga um laboratório de tratamento de imagens e impressão digital Fine Art, com reproduções no padrão de qualidade artística, coordenado pela pesquisadora Elizabeth Guabiraba e pelo fotógrafo Elton Gomes. Aqui as imagens são olhadas em suas minúcias e demandas subjetivas, expostas a um cuidado que busca a impressão perfeita.

As obras ganham materialidade e um tratamento singular que se revela na qualidade dos suportes de impressão, no uso exclusivo de tintas originais ou no tratamento digital. O laboratório se ampliou em um “Lado B”, voltado àqueles que não abrem mão da qualidade de impressão, mas procuram um serviço mais econômico.

Hoje, em grande medida, os trabalhos dos artistas da cidade se materializam no cuidado artesanal, no preciosismo e na qualidade técnica que a Sem Título imprime ao que faz. Unifor Plástica, Encontros de Agosto, Salão de Abril, Zona de Litígio, Caminho das Abelhas, A cidade que nos olha… Em cada uma dessas e outras mostras de Fortaleza, as obras ganharam materialidade e um tratamento único.

Uma impressão Fine Art não se restringe ao universo de artistas, qualquer pessoa que queira garantir uma impressão mais durável e de qualidade pode ter acesso ao serviço. Venha nos conhecer.

When a new art space opens in town, new ways of existing come to inhabit that territory. Like a firefly on the horizon and its tiny flashes, an open field for the adventure of thinking, of the sensible, and of the games of affect.

Sem Título Arte (Art Untitled, in Portuguese) is a not-for-profit, autonomous space of reflection and experimentation in the visual arts, launched in September 2016, which has created in the city of Fortaleza, Brazil, a place for diverse proposals in the field of contemporary art: exhibitions, performances, debates, courses, residences, book launch.

The space invites visual artists, curators, directors, thinkers and city residents to come together and exchange. These meetings take place through production and circulation of art; exhibitions tailored to the practice of curators; creation of study groups to reflect on questions of the contemporary; courses that strengthen the production of critical thinking and creation.

Coordinated by researchers and visual artists Jacqueline Medeiros and Elizabeth Guabiraba, the space has opened its doors to the city, consolidating production, education and incentive in the scene of artistic creation – much needed in the current times.

Sem Título Arte does not carry the concern of naming and classifying all things. The name emerges in the absence of ‘kinships’ or explanations and well-defined borders. The space is also a process. And even though it is not conceived as a formal gallery, in a strict commercial sense, it enables artists to sell their works.